Trabalhar a mente para emagrecer o corpo? Sim!

O final de ano está chegando, com ele a época de festas e o tão desejado verão e férias! O que para muitos é um momento alegre e esperado, para outros pode vir acompanhado de um certo desconforto – é hora também de desfilar o corpitcho em modelitos leves e trajes de banho… E você, está preparada para este momento? Ou está frustrada, preocupada com excesso de peso? Também é hora de se deparar com o resultado dos esforços feitos ao longo do ano e checar se as resoluções feitas lá na virada do ano passado foram levadas a diante e bem sucedidas.

No começo do ano saiu uma pesquisa no New York Times dizendo que perder peso e permanecer em forma e saudável são as principais resoluções que as pessoas tomam no ano novo. Dessas, 30% perdem sua motivação nas duas primeiras semanas, 16% em um mês e 12% após seis meses.Pois é. Se você não conseguiu levar adiante o projeto corpo perfeito 2013, já percebeu que não é a única pessoa.

E eu questiono mais:

Você já ficou esperançoso e animado sobre um programa de dieta ou exercícios e depois de algumas semanas voltou a se sentir frustrado e culpando a sua genética?
Você é aquela pessoa que passou a maior parte da vida se sentindo mal consigo mesma? Ou que os comentários dos outros te fazem se sentir pior? 
Você é duro consigo mesmo, usando o exercício como punição, principalmente após a época de festas?
Usa a raiva que você sente para motivá-lo, e acaba desistindo após algumas semanas?
Pra você a comida é um estresse constante? Você passa o tempo todo pensando no peso, no que comer? 
Você pensa que vai namorar quando perder peso? Vai falar em público quando perder peso? Enfim, vai ser feliz quando perder peso? Você se sente numa prisão?
Tenho uma ótima novidade para seu 2014: você não está só!

As pessoas que sofrem de excesso de peso – quer seja muito ou pouco – e se preocupam com isso, sentem-se assim mesmo. E quando você percebe que as coisas que deveria fazer para perder peso -dieta e exercício – não estão dando resultado? É sempre frustrante, né?

Einsten já dizia que a definição de insanidade é fazer a mesma coisa e esperar um resultado diferente. Você tem repetido a mesma fórmula exercício + dieta sem sucesso? Liberte-se do exercício e dieta. “Mas, como?”- você diria. Dieta e exercício não são importantes? São sim, é importante saber se alimentar e se exercitar adequadamente, mas nada disso adianta se são apenas mais fatores estressantes e quando o peso em si não é o problema, mas o SINTOMA de algo mais profundo acontecendo dentro de você.
Quando se quer perder peso, nutrição e exercícios são as primeiras coisas que as pessoas pensam. Quando você está estressada você vai atrás de comida para se confortar. Você já deixou de se exercitar porque se sentiu desmotivada, sobrecarregada demais ou ou ocupada demais?

A verdade é que para perder peso e manter-se em forma você precisa focar primeiro na CAUSA INTERNA que faz com que você não consiga perder peso. Normalmente está na sua cabeça. Há motivos mentais e emocionais que fazem com que as pessoas não consigam levar adiante as suas resoluções.

Biologicamente, o estresse, a ansiedade e sobrecarga dificultam o processo de emagrecimento, na medida em que inundam seu corpo com hormônios que a mantém acima do peso: quanto mais você se esforça para perder peso, menos consegue. A amídala fala para seu corpo liberar adrenalina e cortisol obstruindo as partes criativas e de solução de problemas do seu cérebro, diminuindo a velocidade da sua digestão, tornando mais difícil para você perder o peso e fazer escolhas saudáveis. Contrai seus vasos sanguíneos e outras partes que controlam suas emoções e o desejo por comida. Estressada, você acaba tomando decisões piores sobre como comer e tendo dificuldade em digerir.

Quando você está estressada, você come e depois pergunta “porque fiz isso?”, você sente que perdeu o controle. É porque de fato perdeu! O estresse invadiu o seu corpo diminuindo sua capacidade de tomar boas decisões. Você corre para os carboidratos, come açúcar, inundando seu organismo com insulina para depois ela cair drasticamente deixando você exausta e com desejo por mais açúcar. Já passou por isso?

Nós comemos demais porque nosso cérebro BUSCA POR PRAZER. E isso é uma atividade e busca normal do ser humano. Acontece que a maioria das pessoas estão estressadas e quando colocadas numa dieta e forçadas a se submeter a mais estresse ao cortarem sua comida, acabam engordando. O que, convenhamos, ninguém merece!

Às vezes você consegue até perder um pouco mas aí quando perde relaxa, a motivação vai embora e você começa a engordar. Se você esta lidando com estresse ou emoções negativas vai lutar com o peso. Não tem jeito. Alto nível de estresse diminui o seu nível de absorção e aumenta a absorção de sal, o que leva a maior ingestão de alimento.

Ou seja, você se esforça, esforça e esforça mas tudo parece ser em vão. O que aconteceu? Você não focou na causa do problema, mas está tentando controlar os sintomas, agravando, na verdade, o problema em si, adicionando estresse a ele, além da frustração por não conseguir alcançar seu objetivo. Aí você acaba desistindo da dieta, dos exercícios e sua autoestima leva mais um baque.

Outra coisa que também as pessoas costumam fazer é usar a raiva para se punir através do exercício. E acabam tendo um relacionamento com exercício de raiva. Depois não entendem porque não conseguem dar continuidade aos exercícios ou não conseguem bons resultados: ninguém aguenta se punir eternamente – nem queremos isso, não é?

Quando você torna claro os padrões que esta executando através de um processo terapêutico de autoconhecimento, você para de pensar em comida e de preocupar-se em recuperar o peso. Sente-se calmo e em paz, percebe que você esta procurando se sentir bem através da comida. Você encontra maneiras alternativas para se sentir bem com seu corpo e si mesmo . Quando encontra uma forma de lidar com tudo aquilo que está te impedindo de perder peso, o peso fica baixo porque o stress diminui, você toma melhores decisões sobre exercício e comida, você se sente bem em relação ao seu corpo.

Uma das técnicas que auxiliam nesse processo é o tapping (EFT).

Você sabe o que realmente importa para você?

É importante definir – ou descobrir, caso ainda não tenha clareza - quais são suas paixões, o que realmente move você.

Exercício:

1) Descreva sua vida quando ela for ideal: “Quando minha vida for ideal ___________.”

2) Faça uma lista. Ordene todos os itens da sua descrição em ordem de importância. Numere-os.

3) Item por item, questione-se: Se você puder ser _____ mas nunca puder ser _____, qual você preferiria? Qual dos dois é mais importante para você?

 Caso tenha dificuldade em decidir entre os itens, faça assim: Feche os olhos. Crie uma imagem em que você é o número 1 na sua lista e veja a si mesmo sendo dessa maneira. Perceba que não há nada em relação ao número 2 da sua lista e note como você se sente (pois paixão tem a ver com o coração). Agora crie uma nova imagem em que você é o número 2 e não há nada do número 1.

Com qual das duas imagens você se sente melhor?

4) Repita o número 3 para todos os itens da sua lista até que tenha enumerado, em ordem de prioridade, pelo menos 5 deles. Aí está sua lista do que é mais importante para você, na sua vida. Daquilo pelo qual você sente “paixão”.

obs: Se você chegar a conclusão de que um dos itens na sua lista é pre-requisito para o outro, significa que eles são descrições diferentes da mesma coisa. Se você não pode viver uma coisa sem viver a outra, são a mesma coisa, então tire da lista uma delas. As demais, coloque em ordem de importância.

O intuito desse exercício é obter clareza a respeito daquilo que você mais deseja para você, do que são suas prioridades na vida. Quando você faz isso você percebe como muitas vezes você escolhe para si o que outra pessoa deseja para você; como crenças, idéias e conceitos falsos impedem você de viver a sua vida ideal. A partir daí você pode fazer novas escolhas e/ou focar naqueles que são os SEUS desejos e prioridades.

Tire alguns minutos para descobrir-se a si mesmo, listar suas prioridades, e tomar decisões mais conscientes. Vale a pena.

Fique bem!

Post relacionado: Descubra sua paixão

Três motivos para aumentar sua auto-estima

Quer dar uma turbinada na sua auto-estima? Tente esse exercício simples mas que atua diretamente no seu cérebro e, de acordo com os pesquisadores do site PraxisNow , é capaz de mudar o funcionamento do seu lobo frontal, área de tomada de decisão executiva dele.

 

Faça assim: no final do dia, anote três coisas que você fez bem naquele dia, e explique o porquê. É simples, mas segundo os pesquisadores, quando as pessoas fazem esse exercício por apenas uma semana, os seus níveis de auto-estima e de satisfação com a vida continuam a crescer por pelo menos os próximos três meses, e permanecem estáveis por  até 6 meses!

A transformação é muito bem vinda! Além do mais, reservar um período para refletir sobre o seu dia e tomar consciência das suas atitudes, por si só, já é um excelente hábito que o ajudará a se conhecer melhor. Não custa tentar. No mínimo, serve como preparação para uma ótima noite de sono!

Boa noite e Fique bem!

Paixão é importante! Você sabe qual é a sua?

Você tem um desejo e gostaria de transformá-lo em um objetivo. Mais do que isso, gostaria de alcançar a sua meta. Mas às vezes se percebe fraquejando, sem motivação, desistindo. O que falta?

Já parou para avaliar qual seu nível de entusiasmo em relação a ao seu objetivo?

Entusiasmo ou paixão é necessário para alcançar qualquer coisa. O que é paixão? Uma combinação de um pensamento sobre algo que se deseja com uma forte emoção positiva, que estimula os circuitos de recompensa / prazer no cérebro.

Pare por um momento, e pense em um objetivo que você deseja alcançar. Agora concentre-se sobre os sentimentos que são gerados por esse pensamento. Em uma escala de 1 a 10 , meça a força desse sentimento. Quanto maior o número, mais provável de você alcançar seu objetivo já que a sua sensação de prazer/ recompensa é maior .

Você pode usar este exercício para comparar dois objetivos para ver qual deles é mais importante em sua vida. Faça isso. Muitas vezes achamos que temos um determinado objetivo que está acima de todos os outros mas não percebemos que, se tivermos que escolher entre um ou outro, talvez aquele que achamos ser o mais importante  não o seja de fato.

Compare seus objetivos utilizando-se desse exercício simples e descubra onde verdadeiramente está a sua ‘paixão’. Você pode se surpreender!

O que você quer realizar hoje?

Você tem um objetivo, uma meta a cumprir? Não fique na idéia, coloque no papel.

Pesquisas mostram que escrever uma meta ou objetivo aumenta a probabilidade de você realizar esse objetivo em 50%.

Só pensar a respeito não vai motivar o cérebro a agir muito.

Todas as manhãs, anote o objetivo mais importante que você quer realizar naquele dia.

 Em seguida, anote três coisas que você vai fazer para realizá-lo. Inclua a hora que você vai dar início a cada ação.

Fazer um diário orientado para os objetivos realmente muda seu cérebro.

 

fonte: PraxisNow

Faça algo que o deixe orgulhoso de si mesmo!

O que você fez hoje para se sentir orgulhoso? Ative a sua intenção de se tornar a melhor versão de si mesmo! Inspire-se!

 

 

 

 

 

Proud  – Heather Small (Tradução)

Eu examino a janela da minha mente.

Reflexões dos medos que sei que deixei para trás.

Então estou saindo do normal.

Posso sentir minha alma subindo.

Eu estou no meu caminho.

Não posso parar agora

E você pode fazer o mesmo, sim.

O que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

Nunca é tarde demais para tentar.

O que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

Você poderia ser tantas pessoas,

se apenas fugisse para a liberdade.

O que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

Ainda há tantas respostas que não sei.

Perceba que questionar, é como nós crescemos.

Então estou saindo do normal.

Posso sentir minha alma subindo.

Eu estou no meu caminho.

Não posso parar agora

E você pode fazer o mesmo, sim.

O que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

Nunca é tarde demais para tentar.

O que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

Você poderia ser tantas pessoas,

Se apenas fugisse para a liberdade.

O que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

Precisamos de uma mudança.

Faça-o hoje.

Posso sentir meu espírito se erguendo.

Precisamos de uma mudança.

Faça-o hoje.

Porque posso ver um horizonte nítido.

O que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

Então o que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

Você poderia ser tantas pessoas,

se apenas fugisse para a liberdade.

Então o que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

O que você tem feito hoje para se sentir orgulhoso?

O que você tem feito hoje.

Você poderia ser tantas pessoas

Se apenas fugisse para a liberdade.

Você percebe quando está ansioso? E o que você faz?

Como você lida com a ansiedade? Aliás, você percebe quando está ansioso? Sabe como ela se manifesta na sua vida? O que acontece com você? Como sua mente e seu corpo reagem quando está ansioso? Como você se comporta quando está ansioso?

Não tem jeito, a primeira coisa que você vai ter que fazer é parar e se perceber. Notar que a ansiedade é quem está dando as cartas, quem está ditando seus pensamentos e comportamentos. Pare e escute-a. Ouça o que ela tem a dizer.

O que está preocupando você? Do que você tem medo? Se você está ansioso, certamente não está vivendo no presente, está usando os pensamentos e sensações baseados em experiências passadas e se preocupando com o futuro. Então pare um pouco, por alguns segundos, que seja, e volte-se para o presente – o único momento que de fato existe.

Sua respiração é sua grande aliada neste momento. Conecte-se a ela. Inspire longa e lentamente e sinta-se relaxando enquanto solta o ar. Faça isso com o firme propósito de se tranquilizar e se conectar a si mesmo e percebe o quanto, neste momento, você é inteiro, completo e todas as suas necessidades estão satisfeitas. São segundos preciosos nos quais você tem um vislumbre de quem você realmente é. Guarde essa sensação na memória e recorra a ela sempre que precisar, conectando-se à sua respiração.

Acostume-se a entrar em contato consigo mesmo, a respirar conscientemente, sentir-se presente no momento, ouvir suas sensações, seu corpo. Há muita sabedoria em você. E, quanto mais você se volta para essa sabedoria e para o seu centro, menos você tem necessidade de se engajar em comportamentos compulsivos para tentar abafar ou esquecer a ansiedade ou qualquer sensação desconfortável que esteja sentindo.

E para aqueles que tem o hábito de atacar a geladeira assim que a ansiedade dá o alerta, que tal parar e respirar antes? Um guru conhecido meu dizia para manter uma almofadinha de meditação ao lado da geladeira, assim, antes de abrir a porta do ‘mal’, você se lembraria de parar, sentar, respirar, meditar e, quem sabe, decidir por algo diferente. Um lembrete também vale!

Respire e fique bem!

 

Você conhece EFT? É uma técnica muito eficaz para ajudar no combate à ansiedade.

Post relacionado : Você come quando está ansioso?

Meditações que ajudam você a aprender a se ouvir, conectar-se à respiração e a lidar com a ansiedade.

 

Abacate na dieta. Está difícil aderir? Tente. Vale a pena!

As leitoras do blog “Apertando o cinto” da Revista Boa Forma estão se dedicando e aderindo à dieta que fez a Roberta, autora do blog, perder vários quilos. A dieta, elaborada pelo consultor em nutrição Alfredo Galebe, manda ingerir o abacate puro a noite, só que algumas leitoras torcem o nariz para o gosto da fruta, que preferem com açúcar. Mas mesmo assim elas estão dispostas a tentar. Veja o post.

Aqui vai o meu incentivo:

Olá meninas! É muito bom ver vocês aderindo à essa dica do abacate ainda que, para muitas, a princípio, possa ser desconfortável – umas não gostam do sabor e prefeririam com açúcar (aham!…) outras tem dúvidas.

Quando queremos algo de verdade, saímos da nossa zona de conforto e fazemos aquilo que tem de ser feito e não apenas o que temos vontade. Esse é o diferencial das pessoas comprometidas e que atigem as metas estabelecidas e obtém excelência naquilo que fazem e são. E com vocês não é diferente!

Abracem seu objetivo sem medo de falhar. Se vocês querem, vocês conseguem!

Utilizem a tecnologia que está sendo disponibilizada aqui por meio da dieta, dos exercícios e das demais práticas a que a Roberta tem se dedicado e que a tem ajudado a encarar sua vida, suas emoções, sua alimentação e a tão temida balança de outra maneira. Aproveitem também o incentivo e inspiração que ela tem ofercido e façam da vida de vocês aquilo que desejam!

Quanto ao abacate, tentem vê-lo como um remédio. Por que não? Nosso corpo, em última instância, é composto por aquilo que comemos. Alguém duvida? Então que tal olhar para a frutinha como uma aliada – que de fato é – na sua busca do seu objetivo? Sem desculpas, sem justificativas. Tape o nariz e engula. (rs!) Faça isso três vezes. Ao final da terceira, certamente o gosto será melhor. Isso acontece porque
1. você avisou seu cérebro que ‘aí vem coisa boa’ (mas o aviso cabe a você dar!) e
2. o corpo acostuma, o abacate é adstringente – ele faz bem para a pele também! – e traz sensação de bem estar.

Tente! Você vai se sentir bem por ter feito algo de acordo com o objetivo que traçou para si mesma. Cada vez cada vez que agimos em sintonia com nossos objetivos e desejos, estamos sendo íntegros em relação a nós mesmos, e essa integridade nos deixa satisfeitos, em harmonia e em paz.

Boa sorte e Fique bem!

Link para matéria da Revista Boa forma com depoimento de leitoras que testaram a dieta do abacate elaborada pelo consutor em nutrição Alfredo Galebe. Veja o que elas tem a dizer!